A influência das empresas no mundo digital

influência digital 24 de janeiro de 2019

Como um perfil de rede social pode ser usado como ferramenta de negócio para divulgar marcas, conceitos e campanhas? Será que a rede social é capaz de fortalecer ou até mesmo reposicionar uma marca diante de seu público alvo? Como uma empresa pode vender seus produtos usando a rede social?

Atualmente, pode-se observar que a rede social Instagram é um ambiente digital bastante utilizado para criação de parcerias e também essencial no crescimento de empresas, sejam elas pequenas, médias ou grandes. A rede social traz uma definição composta por dois elementos, segundo o livro “A rede social na internet” de Raquel Recuero, cita: “atores (pessoas, instituições ou grupos; os nós da rede) e suas conexões (interações ou laços sociais)”. O estudo dessas redes na internet apresenta o problema de como essas estruturas nascem e como são capazes de gerar interação entre si e como impactam nas redes. Para isso a escritora Recuero observa e estuda os processos e elementos dinâmicos que compõem a rede social.

Um dos fatores principais para se tornar existente em uma rede social, é o fortalecimento de uma identidade, uma criação de um “eu” que se torne visto e reconhecido na internet. É a partir daí que a maioria das empresas criam personas, que de forma lúdica iniciam o primeiro contato com a sociedade fora do virtual de maneira humanizada, já que a rede social foi criada a princípio para aproximar amigos e familiares que estão distantes de nós.

 

Existem pesquisas que estudam as topologias (estruturas) das redes. Essas pesquisas trazem perspectivas recentes de teorias sobre essa estrutura, abaixo podemos observar os 3 tipos de estruturas nas redes por Paul Baran: distribuída, centralizada e descentralizada.

diagrama

Através do diagrama, podemos compreender como funciona o relacionamento nas redes, podendo alterar de fluxo entre elas. A centralizada parte de um nó onde centraliza a maior parte do fluxo, sendo ela distribuída para os extremos. Essa rede tem o formato de estrela. A descentralizada concentra diversos nós, sendo eles interligados, uns aos outros, ou seja, ela não é mantida por apenas um nó, desta forma é ligada por diversos pequenos grupos e já a rede distribuída, como já diz a tipologia, é distribuída de forma igual a todos, ninguém tem mais ou menos quantidade de conexões. Em especial para Baran, a terceira rede é considerada a mais efetiva. Lembrando Que essas 3 estruturas podem ser encontradas em uma única rede.

 

Para entender melhor o marketing digital, precisamos falar de como surgiu. O marketing evoluiu e por esse motivo ele foi dividido em três fases: 1.0, 2.0 e 3.0. O Marketing 1.0 era usado por Henry Ford, onde o marketing era centralizado no produto. Já o marketing 2.0 surgiu na era da informação, o marketing já não era mais tão simples com na era 1.0, o foco já não é mais o produto e sim o cliente. Hoje estamos vivendo o Marketing 3.0, ou chamada também de “a era dos valores”. As pessoas deixaram de ser tratadas como máquinas que consomem e a passam a ser tratadas como seres humanos com sentimento. O Marketing 3.0 é voltado para o público no intuito de não apenas vender produtos, mas, de trazer satisfação social, compromisso e valores. E é aqui que entra a responsabilidade da empresa/produto nas redes sociais.

 

As mídias sociais expressivas tem grande impacto no marketing atual, segundo Kotler, “no início de 2009, a Technorati detectou a existência de 13 bilhões de blogs ativos ao redor do mundo”. Da mesma forma que acontece nas mídias, a popularidade e acesso das redes sociais podem variar por países e culturas, no Japão 74% usam a internet para ler conteúdo nos blogs, já nos Estados Unidos, apenas 27% leem esses sites. Considerando que cada vez mais, publicar um produto ou um serviço na internet tem resultado em um baixo custo, o que se resta é investir nessa nova comunicação garantindo que o futuro do marketing estará nas “mãos” das mídias sociais.

 

Após a compra do Instagram por Marck Zuckeberg (o criador do facebook), o Instagram cresceu muito, passando a ser uma extensão do Facebook, feito para postar fotos, vídeos e boomerangs. O Instagram tornou-se um aplicativo fundamental no dia a dia do indivíduo, feito para celular e depois adaptado ao PC, diferentemente do Twitter que foi feito para PC e adaptada ao celular. Por isso, as pesquisas apontam que o aplicativo Instagram é o menos rejeitado ou excluído pelos usuários quando se trata de memória no sistema do celular, enquanto o Twitter é mais rejeitado.

 

Essa aproximação da empresa com os clientes via plataforma digital humaniza o serviço/produto, desta forma atrai novos clientes e seguidores. O Medical Weblynx está presente nas Mídias Sociais com pouco mais de dois mil seguidores, sendo eles clientes, parceiros, colaboradores, amigos e simpatizantes das postagens, que curtem e compartilham periodicamente, fortalecendo assim nossa marca no meio digital.

Download Best WordPress Themes Free Download
Free Download WordPress Themes
Free Download WordPress Themes
Download Premium WordPress Themes Free
online free course
download karbonn firmware
Download WordPress Themes

Por Jatel Barbosa - Social Media da Weblynx

Voltar